A Rede Iberoamericana de Pesquisadores em História da Psicologia: o perfil dos investigadores

Cristiana Facchinetti, Marcus Vinícius Pereira da Silva, Alexandre de Carvalho Castro, Raísa Monteiro Capela, Amanda Chousa Ferreira

Resumen


O artigo delineou o perfil dos membros da Rede Iberoamericana de Pesquisadores em História da Psicologia (RIPeHP). Optou-se por utilizar como método principal um questionário para obtenção das informações acerca dos membros. Alguns dados foram complementados por meio da Plataforma Lattes e do Portal de información de Ciencia y Tecnología Argentino, bem como currículos disponibilizados na Internet. Os resultados obtidos mostraram que os membros da RIPeHP tendem a ser pesquisadores com formação em psicologia, com doutorado e prática docente, nucleados na sua maioria em instituições localizadas nas cidades de Buenos Aires, Rio de Janeiro, Bogotá e Belo Horizonte

Palabras clave


História, Psicologia, Iberoamérica, RIPeHP

Texto completo:

PDF

Referencias


Canclini, N. G. (2003) Culturas da Ibero-América: é possível um desenvolvimento compartilhado? In N. G. Conclini (Org.), Culturas na Ibero-América: diagnósticos e propostas para seu desenvolvimento. (pp. 13-27). São Paulo: Moderna.

Costa, A. L. F. & Yamamoto, O. H. (2008). Publicação e Avaliação de Periódicos Científicos: paradoxos da avaliação Qualis de Psicologia. Psicologia em Estudo, v. 13 (1), 13-24.

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (2011). Pesquisadores no Brasil publicam 56% dos artigos científicos originados na América Latina. Indicadores FAPESP de Ciência, Tecnologia e Inovação, (3). Disponível: http://www.fapesp.br/indicadores/boletim3.pdf

Leite, D., Caregnato, C. E., Lima, E. G. S., Pinho, I., Miorando, B. S., & Silveira, P. B. (2014). Avaliação de redes de pesquisa e colaboração. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior (Campinas), 19(1), 291-312.

López-López, W. (2014). Iberoamerican Psychology: Challenges to the visibility of regional knowledge. Universitas Psychologica, 13(2), 417-421.

Mugnaini, R., Jannuzzi, P.M., & Quoniam, L. (2004). Indicadores bibliométricos da produção científica brasileira: uma análise a partir da base Pascal. Ciência da Informação, 33(2), 123-131.

Osca-Lluch, J., Miguel, S., González, C., Peñaranda-Ortega, M., & Quiñones-Vidal, E. (2013). Cobertura y solapamiento de Web of Science y Scopus en el análisis de la actividad científica española en psicología. Anales de Psicología, 29(3), 1025-1031.

Pereira, T. C. R., & Marcellos, C.F. (2011). Entrevista com a Profª Ana Maria Jacó-Vilela. Psicologia em Pesquisa, 5(2), 179-182.

Rede Iberoamericana de Pesquisadores em História da Psicologia (2010). Ata da 1ª reunião da Rede Iberoamericana de Pesquisadores em História da Psicologia. Recuperado em 14 de junho, 2017 de https://ripehp.com/materiales-ripehp/.

Rodríguez-Yunta, L. (2010). Las revistas iberoamericanas en Web of Science y Scopus: visibilidad internacional e indicadores de calidad. In J. Ríos Ortega (Coord.), Memoria del 7o Seminario Hispano-Mexicano de Investigación en Bibliotecología y Documentación (347-363) México: UNAM, Centro Universitario de Investigaciones Bibliotecológicas. http://eprints.rclis.org/14490/1/LuisRY7Encuentro.pdf

Rodrigues, R.S., Quartiero, E. & Neubert, P. (2015). Periódicos científicos brasileiros indexados na web of science e scopus. Inf. & Soc.:Est., 25 (2), 117-138.

Rodrigues, R. S. & Oliveira, A. B. (2012). Periódicos científicos na America Latina: títulos em acesso aberto indexados no ISI e SCOPUS. Perspectivas em Ciência da Informação, 17 (4), 77-99.

Rubim, A. A. C., Pitombo, M. & Rubim, I. O. (2005). Políticas e Redes de Intercâmbio e Cooperação em Cultura no Âmbito Ibero-Americano. (Relatório), Salvador, Universidade Federal da Bahia. http://www.cult.ufba.br/wordpress/?page_id=681




DOI: http://dx.doi.org/10.21500/22563202.3493